Alerta: a verdade sobre o temido corte químico

O corte químico ocorre quando os cabelos são submetidos a uma série de procedimentos químicos, como coloração, descoloração, alisamento ou permanente, resultando em danos extremos e quebra dos fios.  Esse problema nos cabelos não está necessariamente ligado à idade, mas sim aos procedimentos químicos realizados nos fios. O corte químico pode ocorrer em qualquer idade, desde que os cabelos sejam submetidos a tratamentos químicos agressivos como os citados acima. A fragilidade dos fios e a probabilidade de corte químico estão mais relacionadas à saúde capilar, histórico de procedimentos químicos e à maneira como esses procedimentos são realizados do que à idade em si.

O estresse por si só não é uma causa direta do corte químico, mas pode afetar a saúde capilar de forma significativa. O estresse crônico pode desencadear ou agravar condições como a alopecia areata (queda de cabelo em áreas específicas do couro cabeludo), e também pode levar a um enfraquecimento geral dos fios. Em combinação com procedimentos químicos agressivos, o estresse pode contribuir para danos capilares mais severos, que podem incluir o corte químico. Portanto, manter o equilíbrio emocional e buscar formas de reduzir o estresse pode ser benéfico para a saúde global dos cabelos, especialmente quando submetidos a tratamentos químicos.

Para evitar o corte químico, é importante seguir algumas recomendações:

  1. Consulte um profissional: Antes de realizar qualquer procedimento químico no cabelo, é fundamental consultar um cabeleireiro experiente, que possa avaliar a condição dos fios e recomendar o procedimento adequado.
  2. Espaçamento entre procedimentos: Evite realizar vários procedimentos químicos em um curto espaço de tempo. Dê tempo para que os fios se recuperem entre cada processo.
  3. Hidratação regular: Manter os cabelos adequadamente hidratados pode ajudar a fortalecer os fios e reduzir a probabilidade de quebra.  
  4. Evite superexposição ao calor: O uso excessivo de ferramentas quentes, como secador e chapinha, pode aumentar a fragilidade dos cabelos já enfraquecidos por procedimentos químicos.

Caso você já esteja enfrentando um corte químico, é importante buscar a orientação de um profissional para determinar o melhor curso de ação para restaurar a saúde dos seus cabelos.