Não se iluda com termos da moda quando o assunto é cirurgia plástica

A cirurgiã plástica Dra. Tatiana Moura alerta para que as pessoas fiquem atentas à utilização de termos não médicos nas redes sociais, onde diversos nomes de procedimentos são inventados e, na verdade, eles já fazem parte da rotina de qualquer profissional de credibilidade. “Essa jogada de nomes é muito perigosa e nas mídias sociais induzem as pessoas a acreditarem que há algo novo, mas não.

Agora tem gente falando que é especialista em abdominoplastias em dreno, entretanto, colocar dreno não é uma especialidade e sim uma opção, assim como ‘especialista em explante’, mas qualquer cirurgião plástico sabe fazer isso e sempre fizemos em qualquer troca de prótese ou quando a paciente resolvia não colocar novamente”, especifica.

O alerta é importante já que o mercado de cirurgia plástica vive um crescimento contínuo. De acordo com a Pesquisa Global 2022 sobre procedimentos estéticos e cosméticos promovida pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), o número de procedimentos cirúrgicos passou por um aumento de 41,3% nos últimos quatro anos, ou seja, entre 2021 e 2022 ocorreu um aumento de 11,2% na rotina dos cirurgiões, contabilizando cerca de 14,9 milhões de procedimentos.

Quantidade não quer dizer qualidade e todo cuidado é pouco, segundo a cirurgiã plástica pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. “O termo definição e suas variáveis são exageradamente empregados para pular aos olhos dos internautas, com imagens que utilizam jogo de luzes como se aquele resultado na mesa de cirurgia fosse realmente o real e não é. “Por exemplo, um dia desses eu li ‘lipoaspiração de alta definição, de média definição e de baixa definição’.

Esses não são termos médicos, isso não existe na literatura médica, e o que existe é que você pode fazer uma lipoaspiração de alta definição com algumas técnicas, por exemplo, deixar a pele bem fininha, enxertia de músculo, desenhar a musculatura na gordura, ou seja, todas elas irão oferecer uma lipoaspiração de alta definição”.