Cláudio Lasso dá 5 dicas para sua empresa começar o ano no azul

Mesmo iniciando o ano com gastos já esperados, como os pagamentos de impostos, nem todo empreender reserva a quantia necessária para quitar esses custos. E para sua empresa começar o ano no azul, não basta fazer promessas e cruzar os dedos, é preciso uma série de medidas. Pensando nisso, o assessor contábil Claudio Lasso, CEO da SAPRI Consultoria, enumera dicas para uma boa gestão financeira de sua empresa em 2022.

– Faça o fluxo de caixa regularmente: seria ótimo se você pudesse desde agora já prever o futuro da sua empresa para o próximo ano né? Mas você pode. O fluxo de caixa é uma ferramenta que dá capacidade para que sua empresa aprenda com o passado e visualize uma estimativa do futuro do caixa, projetando os ganhos e gastos para os próximos meses.

– Organize as finanças da sua empresa: controle financeiro é disciplina. Muitos empreendedores passam um bom período do ano com uma folga no fluxo de caixa e acabam deixando o controle financeiro de lado. Quando menos imaginam, se veem sem dinheiro para honrar as contas. Para que sua empresa fique no azul, é essencial que você se organize para saber regularmente quanto dinheiro entra e quanto sai e como isso impacta no seu caixa. O ideal é que você tenha uma dedicação diária para atualizar os controles da empresa.

– Determine seus custos e corte gastos desnecessários: para garantir que todas as áreas da empresa operem no azul, é necessário detalhar seus custos fixos e variáveis mensais. Assim, o empresário pode descobrir para onde vai o dinheiro do seu negócio a cada mês. Uma vez que o detalhamento estiver pronto, é hora de cortar gastos desnecessários. Otimizar seus custos é essencial para que os gastos da empresa não cresçam mais que os ganhos e se transformem uma bola de neve no futuro.

– Mantenha um bom capital de giro: a falta de capital de giro é uma das maiores razões pelas quais os empresários não conseguem manter a estabilidade financeira de seus negócios. Portanto, tenha como prioridade organizar suas contas de modo que consiga manter um bom equilíbrio entre pagamento de fornecedores e recebimento de clientes. Além disso, é bom guardar um bom fundo de emergências para ter mais poder de reação nas finanças e contra-atacar suas despesas a fim de não cair nos juros. Isso, é claro, sem se esquecer de manter seu controle financeiro, ou seu capital de giro não irá sobreviver por muito tempo.

– Deixe o passado para trás e use um software de controle financeiro: se até agora você ainda realiza a gestão financeira da sua empresa usando as boas e velhas planilhas do Excel, chegou a hora de adotar métodos mais modernos e atuais: é o momento certo para investir em um software de controle financeiro. “Nós recomendamos o uso de um sistema financeiro que te ajuda a deixar o seu Fluxo de Caixa redondinho. Dessa forma, sua gestão será mais simples e eficiente, direcionando o controle do seu dia a dia e garantindo que a empresa se mantenha com as finanças saudáveis durante todo o ano”, finaliza o especialista.