A verdade nua e crua: somos o que comemos e dá pra ser feliz

Após iniciar algumas trocas e perceber os benefícios da boa alimentação é possível fazer dieta e ser feliz. Sempre ensino que é necessário que você converse muito com o profissional que está te ajudando, fale sobre suas preferências alimentares, sua rotina e o que você não vive sem. O papel do profissional de saúde vai além de ajudar as pessoas a emagrecer. É preciso fazê-las acreditar no processo e ter esperança naquilo que virá, assim será realizada uma mudança efetiva até chegar uma hora em que não é preciso mais fazer sacrifícios.

Aqui vão algumas dicas para te ajudar a alcançar qualidade de vida!

A verdade sobre o arroz com feijão

O arroz e o feijão são alimentos saudáveis que se complementam super bem, fornecendo energia e proteínas importantes para o nosso corpo. Não se pode dizer que a combinação desses alimentos, de forma isolada, engorda. Se você comer muito mais do que precisa ao longo dos dias, vai engordar e, nesse caso, dificilmente será culpa apenas do arroz e do feijão que, inclusive, podem fazer parte da sua dieta. Sua dieta tem que começar com o básico. Comida de verdade, comida da terra e não precisa pesar no bolso.

Bebidas fazem estufar?

As que contém gás na composição são grandes responsáveis pelo inchaço na região do abdômen – além de gerarem desconforto. Troque por chás em versões quentes e geladas, que possuem ainda ação antioxidantes em alguns tipos, mas não exagere no açúcar na hora de adoçar. A boa e velha água sempre funciona e pode ser consumida em versões aromatizadas naturalmente. No happy hour ou em uma festa prefira os destilados no lugar da cerveja e dê preferência para as misturas que podem ter mais gelo do que bebida alcoólica no copo. Mas cuidado, as bebidas alcoólicas em geral possuem alto índice calórico e podem gerar inflamação.

Tapioca é saudável? Depende

A tapioca pode ser mais saudável que um pão francês, porque não contém glúten. Grande parte das pessoas pode ter sensibilidade ao glúten, algo que pode justificar a troca do pão pela tapioca. Pensando em emagrecimento, essa troca não é tão boa assim porque geralmente uma unidade de pão francês tem metade da quantidade de carboidrato que uma tapioca comum, então, dependendo do recheio, essa é uma opção bem calórica, percebe? Vai de caso a caso.

Carboidrato após as 18h ou à noite, pode? Sim!

Os carboidratos provenientes de alimentos da terra não vão te fazer mal se consumidos com equilíbrio, já que os carboidratos são a nossa principal fonte de energia, quando consumimos, o corpo relaxa, podendo melhorar até a qualidade do seu sono. O segredo é saber a quantidade ideal para cada um.

 

 

 

 

 

Karol Soares é nutricionista funcional do Espaço Lorien. 

Saúde, bem estar, emagrecimento e autoestima @nutrikarolsoares